quarta-feira, 2 de Maio de 2007

O inicio

Aos 22 anos tornei-me prostituta. Dito assim, de um modo frio e directo, talvez possa chocar algumas pessoas. A mim nao.
Coloquei a cerca de um mes e meio atras um anuncio no jornal- discreto, diferente, pretendendo demonstrar que por detras daquele numero se encontra, nao desvalorizando ninguem, uma pessoa com algum nivel, educacao e formacao. Foi assim que da noite para o dia passei a ganhar a vida vendendo o meu corpo.
As razoes que me levaram a faze-lo, talvez um dia tenha vontade de as revelar, se e que existe realmente alguma que justifique. Neste momento, talvez por se tratar de algo ainda recente, nao me apetece faze-lo.
No primeiro dia que o anuncio saiu, ao contrario do que esperava, recebi muitos telefonemas. Os homens falavam comigo e eu nao sabia muito bem o que dizer. Tentava ser o mais natural possivel, apesar de nao conseguir esconder na voz a ansiedade e o nervosismo que sentia. Procurava apresentar-me e responder da forma mais profissional possivel as perguntas que me faziam. Em vao. Tudo em mim transpirava inexperiencia. Creio que foi exactamente isso que me valeu, para alem, modestia a parte, da minha simpatia e boa diccao.
No dia seguinte tive tres marcacoes (ja nao sei se do dia anterior ou feitas no proprio dia). Ganhei 600 euros- o bastante para nao pensar em desistir tao cedo.

segunda-feira, 30 de Abril de 2007

A ideia de criar um blog

Ja tive um blog anteriormente. Uma pequena experiencia que resolvi fazer, uma vez que sempre fui, no que respeita a escrita, muito tradicional- nao dispenso o papel e a caneta. Nesse blog postei alguns textos durante tres meses. Tornou-se viciante. Passava noites e noites a escrever so para la ver mais uma imagem, mais um texto, mais uma citacao... lidas... exclusivamente por mim. Nao fiz publicidade, nao dei o link a amigos, nao recebi comentarios. Era como escrever num papel e guardar no fundo de uma gaveta fechada a chave. Era assim que eu queria que fosse.
Entretanto mudei de casa, fiquei sem net e deixei de o fazer. Ate hoje.
De vez em quando vou reler o que escrevi naquela altura e reviver, recordando, alguns momentos.
Agora que a minha vida deu uma volta de 360 graus, resolvi criar um outro blog. Algo mais consistente, mais coerente, menos privado, mais didatico, talvez.
No entanto, o principal objectivo do mesmo nao deixa de ser exactamente aquilo que se intitula- uma especie de diario onde escreverei, nao toda a minha rotina diaria, mas tudo o que me passar pela cabeca e apetecer passar a escrito.
Nele falarei sobretudo da minha experiencia enquanto prostituta que sou.
Ao contrario do que possam estar a pensar, nao fui afectada pela febre recente dos blogs e livros publicados de prostitutas que resolveram contar a sua historia ao mundo e ter direito aos seus 15 minutos de fama. Nao e o que pretendo. Quero e devo (perceberao depois porque) manter-me no anonimato. Como disse, ja antes tive um blog onde falava de mim e da minha vida privada. Gostei da experiencia. Entretanto, tornei-me prostituta. Continua a ser da minha vida que vou falar.